terça-feira, 22 de dezembro de 2015

IPEC fornece canal de ajuda em tempo real a consumidor com problemas nas companhias aéreas

Ajuda em tempo real a consumidor com problemas nas companhias aéreas

 
Canal de Atendimento Exclusivo IPEC pelo whatsapp (67) 9157-4181

A bagagem extraviou? O seu vôo atrasou? O embarque foi cancelado? Você tem dúvidas ou algo a reclamar das companhias aéreas?


O IPEC te ajuda em um canal exclusivo de atendimento pelo whatsapp (67) 9157-4181. 

*O suporte aos consumidores será fornecido normalmente durante o período de fim de ano entre os dias 24/12/2015 a 31/12/2015.


sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Principais aeroportos já funcionam em operação fim de ano. O que muda?

Aeroportos já funcionam em Operação Fim de Ano. O que muda?

Malha aérea

As companhias aéreas TAM, Gol, Azul e Avianca se comprometeram a manter os níveis de reservas e vendas de bilhetes aéreos alinhados à capacidade das aeronaves


A operação especial de fim de ano nos 15 principais aeroportos do Brasil começou nesta quinta-feira (10). Até o dia 10 de janeiro, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Secretaria de Aviação Civil, companhias aéreas e administradoras dos aeroportos vão adotar medidas visando a reforçar serviços e atendimento nos terminais.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Filme novo no cinema? Economize levando a pipoca e o chocolate de casa.

Filme novo no cinema? Siga nossa dica e economize dinheiro.



Dessa vez você não precisará ler todo o texto para saber se pode ou não levar de casa a pipoca e o chocolate para consumir dentro da sessão de cinema.


SIM! VOCÊ PODE LEVAR DE CASA OU COMPRAR DE OUTROS ESTABELECIMENTOS OS MESMOS PRODUTOS QUE O CINEMA VENDE PARA CONSUMI-LOS DENTRO DA SESSÃO.


Pronto! Agora se você quer saber o porquê disso, nós explicamos.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Greve dos bancos? Sem crise. Siga nossas dicas!




A greve dos bancos atinge todo o país e quem mais perde com isso são os consumidores.

O diretor presidente do Instituto de Proteção e Estudo das Relações de Consumo do Brasil - IPEC, Dr. Alexandre Daniel dos Santos alerta que: "O serviço bancário e de compensação de cheque é considerado atividade essencial pela lei de greve. Isso significa que a paralisação dos trabalhadores não pode deixar os consumidores sem nenhuma opção".  E ainda enfatiza que: "Mas isso também não é justificativa para que o consumidor não honre com as contas no dia do vencimento".


QUAIS AS DICAS?

1) Busque os correspondentes bancários (ex: lotéricas, Pag Fácil, e outros) para pagar as contas de água, luz e telefone;

2) Boletos e Carnês de lojas? Pague no próprio estabelecimento comercial;

3) Lembre-se! Transações bancárias podem ser feitas internet, telefone ou caixas eletrônicos;
 

"Se não houver outro meio ou local para que o consumidor efetue o pagamento das cobranças e dívidas, então deve documentar essa tentativa de quitação do débito junto ao Procon", explica Alexandre.


OLHO VIVO!


O consumidor não pode arcar com prejuízos decorrentes da greve, os bancos devem assumir o risco da sua atividade e sobretudo quanto aos danos causados. Qualquer violação do seu direito deve ser comunicado aos órgãos de defesa ao consumidor.


INFORMAÇÕES E SERVIÇOS



O IPEC oferece atendimento gratuito para os consumidores, fornecedores e prestadores de serviço em seu Posto de Atendimento, na Rua Treze de Maio, n.º 1404, sala 07, bloco A, Centro, em Campo Grande (MS). 

Agende também seu atendimento com o presidente do instituto, Alexandre Daniel dos Santos, pelos telefones: (67) 3029-5439 e (67) 9157-4181.







FILIE-SE PELA DEFESA DE SEUS DIREITOS!

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Lançamento Manual Digital do Superendividado



CLIQUE AQUI E FAÇA O DOWNLOAD DOMANUAL DIGITAL DO SUPERENDIVIDADO!

OS 25 ANOS DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E O LANÇAMENTO DO MANUAL DO SUPERENDIVIDADO.



No dia 11 de Setembro o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078 de 1990) completa 25 anos de vigência. Apesar de ser considerada a lei consumerista mais evoluída do mundo, os seus operadores relatam que há ainda muitos temas ausentes e que merecem ser previstos.

Um deles é o superendividamento, assunto recorrente em vista da atual crise econômica e do desemprego que assola o país, e que é tratado com muita seriedade pelo Instituto de Proteção e Estudo das Relações de Consumo do Brasil – IPEC, cujo presidente, Alexandre Daniel dos Santos, enfatiza: “Os indicadores atuais nos mostram que quase 60% da população brasileira está endividada, e pouco mais de 40% daqueles que participaram das pesquisas terão condições de pagar suas dívidas. É este tipo de situação  que leva o cidadão ao superendividamento”.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

CRÉDITO NEGADO A CONSUMIDOR COM NOME LIMPO: O QUE FAZER?

CREDITO NEGADO A CONSUMIDOR COM NOME LIMPO: O QUE FAZER?




Um outro desdobramento do cenário político-econômico atual é a busca de crédito pelo consumidor, que bate às portas das instituições financeiras buscando empréstimo.

E é de se espantar que, apesar da oferta de crédito ser aberta a todos, os bancos injustificadamente negam empréstimo a determinados consumidores com nome limpo e sem quaisquer tipo de dívida pendentes no comércio.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

BAZARES E BRECHÓS: QUAIS OS DIREITOS DO CONSUMIDOR?

Direitos do Consumidor nos Bazares e Brechós

Os bazares e brechós - via de regra - comercializam produtos  por um preço abaixo do praticado no mercado e "no estado em que se encontram". Ou seja, podem ser de segunda mão, mostruário ou ate mesmo novos com pequenos defeitos (chamados de ponta de estoque).


terça-feira, 23 de junho de 2015

LOJA É OBRIGADA A CUMPRIR OFERTA ANUNCIADA



Recentemente um dos membros do Conselho do IPEC, o célebre jornalista Nasser Mustafá, 44, vivenciou uma prática muito comum do comércio e que merece atenção dos nossos leitores.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

JORNAL O CONSUMIDOR NEWS: FILIADA ESPERA QUASE 3H EM FILA DE BANCO E É INDENIZADA EM 5 MIL



A sulmatogrossense Lucineide Bento, 29, foi indenizada em cinco mil reais pelo excesso de tempo na fila aguardando atendimento bancário.

Em outubro de 2012 a consumidora buscou agência bancária da capital para receber informações sobre empréstimo pessoais. Entrou às 12:38h e apenas foi atendida às 15:21h.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

EMPRESAS ABUTRES: SAIBA COMO É A COBRANÇA DE DÍVIDAS ANTIGAS



Como atuam as Recuperados de Crédito



Um cenário politico-econômico menos favorável é razão suficiente para aqueles que tem crédito a receber se movimentarem em busca de seus devedores.

Esta também é a oportunidade esperada pelas empresas que compram 'dividas podres' tentarem receber dos consumidores desavisados.

A reclamação pelas cobranças de dívidas antigas vem de diversos filiados do IPEC e merece a sua atenção especial!

terça-feira, 2 de junho de 2015

FILIADA DO IPEC É INDENIZADA EM 5 MIL POR DEMORA NO ATENDIMENTO DE FILA DE BANCO DA CAPITAL



A sulmatogrossense Lucineide Bento, 29, foi indenizada em cinco mil reais pelo excesso de tempo na fila aguardando atendimento bancário.

Em outubro de 2012 a consumidora buscou agência bancária da capital para receber informações sobre empréstimo pessoais. Entrou às 12:38h e apenas foi atendida às 15:21h.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

10 SOLUÇÕES PARA OS PROBLEMAS DO CONSUMIDOR QUE VIAJA DE AVIÃO

Extravio de bagagem? Cancelamento de vôo? Reclamação do programa de milhas? Esses e outros direitos que o consumidor tem, você sabe agora!

Extravio de bagagem? Cancelamento de vôo? Reclamação do programa de milhas? Esses e outros direitos que o consumidor tem, você sabe agora!


segunda-feira, 25 de maio de 2015

A CONSTRUTORA ATRASOU A ENTREGA DO SEU IMÓVEL? O QUE FAZER?

ATRASO NA ENTREGA DO IMÓVEL


São milhares os consumidores brasileiros que compraram imóvel na planta e ainda não conseguiram se mudar para a casa nova. E as reclamações contra as construtoras que atrasaram a entrega do imóvel aumentaram exponencialmente.



Em decorrência disso, os consumidores são obrigados a continuar morando em seus imóveis alugados ou, ainda, na casa dos pais. Há aqueles ainda que foram obrigados a cancelar a data da cerimônia de casamento, suportando prejuízos com buffet, cerimonial, decoração e outros serviços contratados.

Assim, o sonho da casa própria vira um pesadelo.


VOCÊ SABE QUAIS SÃO SEUS DIREITOS? 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

A LONGA ESPERA POR ATENDIMENTO NA FILA DE BANCO MERECE INDENIZAÇÃO?


É fato que nos últimos anos as instituições financeiras desenvolveram seus serviços on line (sites, aplicativos de smartphones, tablets, etc) para trazer conforto e dar agilidade no atendimento aos seus clientes. Mas, todo esse investimento não foi razão suficiente para afastar o consumidor das agências bancárias - como era de se esperar -, afinal, é lá que todos os serviços estão realmente ao seu dispor, e todos ao mesmo tempo.
E, mesmo com os novos canais de atendimento ao cliente e as atuais leis municipais e estaduais em vigor - as quais fixam o tempo razoável para ser atendido em cada lugar do Brasil -, o ato de esperar na fila do banco por horas a fio, ainda é um problema grave a ser superado.
Nesse sentido, o Diretor Presidente do IPEC, Alexandre Santos, afirma que:
"É inconcebível nos dias atuais que o consumidor não reclame das agências bancárias que o façam perder parte do seu tempo produtivo, levando-lhe a ausentar-se de compromissos importantes ou até mesmo do dia de trabalho. E fica pior quando não há no estabelecimento um mínimo necessário para enfrentar a delongada espera, como cadeiras, água ou sanitários".

terça-feira, 19 de maio de 2015

DESRESPEITO À LEI DA FILA FECHA PORTAS DE AGÊNCIA BANCÁRIA

Uma agência do Itaú no Centro de Florianópolis foi fechada na manhã desta quarta-feira (13) por descumprir a Lei das Filas, lei municipal nº 699 de 2002 que determina o tempo de espera para atendimento. Fiscais do Procon foram até o local para a interdição.


segunda-feira, 18 de maio de 2015

11 DIREITOS QUE VOCÊ TEM, MAS NÃO SABIA!

DIREITOS QUE O CONSUMIDOR TEM, MAS NÃO SABE!



A luta pelos direitos dos sujeitos das relações de consumo (consumidor e fornecedor/prestador de serviços) foi coroada em 1990 pela lei 8.078 - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR.

Apesar do título da lei, o CDC - como é chamado - não ampara apenas os consumidores e seus direitos, mas toda a complexa relação de consumo bem como todos os sujeitos envolvidos.

Isso porque, apesar de ser justamente conceituado como "o sujeito mais desprivilegiado da relação de consumo", o consumidor e seu fornecedor ou prestador de serviços não podem estar em desequilíbrio, senão não haverá Justiça. Então por isso a  lei 8.078 guarnece o direito de todos e de forma sistemática e ampla no decorrer dos seus 119 artigos.

O Presidente do IPEC, Alexandre Santos, vê também o consumidor como o sujeito 'mais fraco' da relação de consumo, e por essa razão enfatiza:

"Assim como a Constituição Federal, o CDC também é regido pelo princípio da IGUALDADE PROPORCIONAL, que significa que deve-se dar mais benefícios aos mais necessitados, e, de forma progressiva, menos, a aqueles que tem tem um maior poder econômico, como é o caso do fornecedor ou prestador de serviços muitas vezes. E é esta regra que traz o devido equilíbrio entre os sujeitos da relação de consumo".